Seguro Desemprego – Saiba Como Calcular

Com o anúncio do novo valor do salário mínimo, alguns benefícios sociais e trabalhistas tiveram seus valores aumentados também. Agora, existe uma nova tabela para calcular o seguro desemprego, por exemplo.

Descubra como fazer esse novo cálculo com base na média de salário recebida pelo trabalhador que foi demitido sem justa causa. E leve em conta que existe a opção de fazer a consulta e usar a calculadora da Caixa diretamente no app Caixa Trabalhador, que é gratuito.

Seguro Desemprego - Saiba Como Calcular

Acompanhe qual é a porcentagem usada para calcular o benefício e saiba o que é preciso fazer para solicitar o seguro desemprego na Caixa Econômica Federal, que é o banco responsável pelo pagamento.

Número de Parcelas do Seguro Desemprego

Quem tem direito ao benefício do seguro desemprego pode receber até 5 parcelas. Mas, o número mínimo é de 3 parcelas. Então, essa variação vai depender do tempo trabalhador pelo beneficiário. E para saber o seu número de parcelas basta considerar as regras.

Recebe 3 parcelas do seguro desemprego quem trabalhou durante o tempo de 6 meses a 11 meses e solicitou o benefício pela 3ª vez.

Já para receber 4 parcelas do benefício, a regra é ter trabalhado entre 18 meses e 23 meses durante os últimos 36 meses e pedir o seguro pela 1ª vez. Se for a 2ª vez do pedido, então, a regra é ter trabalhado entre 12 e 23 meses. E se for a 3ª vez, também será concedido para quem atuou por 12 a 23 meses.

Agora, para ter direito as 5 parcelas, o mínimo trabalhado necessário é de 24 meses para quem está solicitando o benefício pela 2ª vez ou peal 3ª vez. Lembrando que quem está na 4ª solicitação deve comprovar, ao menos, 6 meses de trabalho com carteira assinada.

O Cálculo do Seguro Desemprego

Sabendo o número de parcelas, agora vamos entender como é feito o cálculo do benefício. A regra para 2019 é a seguinte: saber a média dos 3 últimos salários recebidos, contando ainda com o aviso prévio, caso ele exista.

Então, para um salário que resultado em até R$ 1.531,02, basta multiplicar o valor médio por 0,80%. Entre R$ 1.531,02 e R$ 2.551,96, a diferença dos valores será multiplicada por 0,50% e ainda se soma um valor de R$ 1.224,82.

Agora, para quem recebe acima de R$ 2.551,96, as parcelas do benefício serão de R$ 1.735,29.

Então, é justamente em cima desse cálculo que surge a tabela do seguro desemprego, que mostra que as faixas de salário médio estão em até R$ 1.531,02, passando por R$ 2.551,96 e acima disso, considerando a mudança do salário mínimo de R$ 954 para R$ 998.

Solicitar o Seguro Desemprego

O trabalhador que tem direito ao benefício deve solicitar diretamente na Caixa, levando em conta o envio de documentos, como CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social), requerimento do seguro desemprego, Termo de Rescisão do Contrato e os documentos pessoais.